Tribunal Superior do Japão mantém condenação de homem por transferir ¥46,3 milhões depositados por engano

engano

Anuncie

O acusado, Sho Taguchi, transferiu ¥46,3 milhões, que foram depositados erroneamente em sua conta, ao invés de serem destinados a 463 famílias de sua cidade.

O engano que custou caro

Este benefício relacionado à COVID-19 foi erroneamente depositado pela cidade de Abu, em Yamaguchi, em abril de 2022. No primeiro julgamento, o Tribunal Distrital de Yamaguchi condenou Taguchi a três anos de prisão, com suspensão da pena em cinco anos.

engano

A defesa recorreu da decisão, mas o Tribunal Superior de Hiroshima manteve a condenação, afirmando que Taguchi não tinha direito legítimo ao dinheiro e que era dever do banco notificar o depósito errado. O advogado de Taguchi anunciou recentemente que pretende recorrer da decisão.

engano

Assine e receba os posts em seu email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *