Nissan recebeu mais impostos atrasados ​​do período Ghosn

As autoridades fiscais japonesas concluíram que a Nissan falhou em declarar a renda tributável em cinco anos úteis até março de 2019

Nissan recebeu mais impostos atrasados ​​do período Ghosn

Parte da série Nissan/Ghosn, em 8 posts

Nissan Motor Co. foi condenada a pagar várias centenas de milhões de ienes em impostos atrasados ​​devido ao uso indevido de fundos pela montadora japonesa sob o ex-presidente Carlos Ghosn, disseram fontes familiarizadas com o assunto. Com relação à alegada má conduta financeira de Ghosn, o Bureau Regional de Tributação de Tóquio já havia descoberto no ano passado que a Nissan falhou em declarar cerca de 150 milhões de ienes em renda tributável em três anos úteis até março de 2014.

As autoridades fiscais passaram a examinar a contabilidade para um período além dos três anos, resultando na última descoberta. Em um relatório apresentado à Bolsa de Valores de Tóquio em janeiro, a Nissan disse que Ghosn recebeu indevidamente cerca de 140 milhões de ienes (cerca de 1,3 milhão dólares) como compensação vinculada às ações. Ele também usou um jato executivo da empresa para viagens privadas, que custou um total de 4,4 milhões de dólares.

Em um relatório interno divulgado em setembro passado, a Nissan afirmou que Ghosn fez ou tentou fazer a Nissan gastar pelo menos 15 bilhões de ienes ilicitamente, além de sua remuneração. De acordo com as fontes, as autoridades fiscais aparentemente se recusam a permitir que a Nissan inclua algumas dessas despesas – aquelas incorridas pela sede da empresa – como custos comerciais necessários para a dedução fiscal.

Ghosn, um ex-presidente da Nissan, foi preso em novembro de 2018 por promotores japoneses por suposta má conduta financeira. Depois de ser libertado de um centro de detenção em Tóquio, ele estava sob fiança e fugiu para o Líbano no final de 2019. Ghosn negou as acusações.

Leia em Kyodo News (Inglês)

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *